A VOZ DO SILÊNCIO E DA SOLIDÃO IMENSA..


A pessoa que sou é única, limitada a um nascer e a um morrer, presente a si mesma e que só à sua face é verdadeira, é autêntica, decide em verdade a autenticidade de tudo quanto realizar. Assim a sua solidão, que persiste sempre talvez como pano de fundo em toda a comunicação, em toda a comunhão, não é 'isolamento'. Porque o isolamento implica um corte com os outros; a solidão implica apenas que toda a voz que a exprima não é puramente uma voz da rua, mas uma voz que ressoa no silêncio final, uma voz que fala do mais fundo de si, que está certa entre os homens como em face do homem só. O isolamento corta com os homens: a solidão não corta com o homem. A voz da solidão difere da voz fácil da fraternidade fácil em ser mais profunda e em estar prevenida.

Vergílio Ferreira

515

515
A Distinção Tem um Código...

Zeca Afonso-Traz Outro Amigo Também


Demissão!

Uma janela de oportunudade

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Bocage,,,no aniversário da sua morte (1805))



[SONETO DO EPITAPHIO]

















La quando em mim perder a humanidade
Mais um daquelles, que não fazem falta,
Verbi-gratia — o theologo, o peralta,
Algum duque, ou marquez, ou conde, ou frade:

Não quero funeral communidade,
Que engrole "sub-venites" em voz alta;
Pingados gattarrões, gente de malta,
Eu tambem vos dispenso a caridade:

Mas quando ferrugenta enxada edosa
Sepulchro me cavar em ermo outeiro,
Lavre-me este epitaphio mão piedosa:

"Aqui dorme Bocage, o putanheiro;
Passou vida folgada, e milagrosa;
Comeu, bebeu, fodeu sem ter dinheiro".

A VERDADEIRA FACE DO SENHOR DOS COELHOS .....FAVOR CLICAR NA IMAGEM...

le metéque ...

domingo, 18 de dezembro de 2011

Mansagem de "Natal"

Uma Barrigada de Fome

Uma Barrigada de fome é o que se deseja aos portugueses.






















boneco roubado ao "jumento"

A CARRAÇA APRESENTA EM EM 1ª MÃO A MENSAGEM DE NATAL DO NOSSO EXCELENTISSIMO 1º MINISTRO CUELHO

VENHO DESEJAR AOS PORTUGUESES UM SANTO E FELIZ NATAL..AH E JÁ AGORA FAÇAM O FAVORZINHO DE EMIGRAR PARA ANGOLA, BRASIL, CABO VERDE, MOÇAMBIQUE, LAOS, BURKINA FASO SEI LÁ MAS POR FAVOR VÃO SAIAM DE CÁ......E LEVEM OS PUTOS TAMBÉM...NÃO SE ESQUEÇAM QUE PORTUGAL TEM FUTURO MAS NÃO COM VOCÊS!!! DEIXO-VOS COM A MINHA MÚSICA DE NATAL PREFERIDA  




MÚSICA VERDADEIRAMENTE DE NATAL BY CARRAÇA...Nick Cave & the Bad Seeds - There She Goes, my Beautiful World + The Mercy Seat ...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Construção

O Pagode..Genro do rei de Espanha envolvido em escândalo de corrupção foi afastado de todos os actos oficiais - Mundo - PUBLICO.PT



Família real irá tornar público as suas contas até ao final do ano

Genro do rei de Espanha envolvido em escândalo de corrupção foi afastado de todos os actos oficiais

Para "Reformas" de Merda,Arte de Merda!

Para "ideias" de merda que não respeitam a cultura,nós cagamos!

MERKLICES...E DEPOIS FALAM ELES EM MORALIDADE..POIS...

Billie Holiday - Strange Fruit ..ESTA LARANJA AMARGA QUE NOS FAZ AMARGAR...

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Corrupção 2-Exemplos práticos...(portuga coruche)


"Perigoso Alemão" afinal é estudante Erasmus!










Segundo fontes ligadas ao processo o jovem alemão detido que a imprensa se apressou a reputar do “monstro” e que tinha um mandado de detenção da interpol e estava fichado pela polícia alemã, é um simples estudante de Erasmus. Para edificação dos leitores e para que conheçam as mentiras de um Estado ...
Polícia inventa perigoso alemão com mandado de captura da Interpol


A polícia e alguma imprensa apressaram-se a divulgar depois dos incidentes junto ao parlamento que o jovem alemão detido era conhecido como o “monstro”, tinha um mandado de detenção da interpol e estava fichado pela polícia alemã. Segundo fontes ligadas ao processo nada disso é verdade. Para edificação dos leitores e para que conheçam as mentiras de um Estado crescentemente policial, aqui fica o comunicado das pessoas que prestam apoio aos acusados:

COMUNICADO SOBRE OS ACONTECIMENTOS DO DIA DA GREVE GERAL DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011

Considerando a manifestação de 24 de Novembro em Lisboa, dia de greve geral, os momentos de brutalidade policial que aí ocorreram, a difusão mediática destes acontecimentos e a natureza das acusações formuladas contra os manifestantes, sentimo-nos obrigados a reclamar o “direito de resposta” para impedir a calúnia gratuita e a perseguição política.

Acreditamos, por aquilo que vemos, ouvimos e lemos todos os dias, que a televisão e os jornais são poderosos meios de intoxicação, de controlo social e de propagação da ideologia e do imaginário capitalista. A maioria das vezes recusamo-nos a participar no jogo mediático. Desta vez a natureza e gravidade das acusações impele alguns de nós a escrever este comunicado. A leitura que fazemos da realidade e daquilo que é dito sobre os acontecimentos do dia da greve geral tornam evidente que:

I. Está em curso acelerado a mais violenta banalização de um estado policial com recurso a agentes infiltrados, detenções arbitrárias, espancamentos, perseguições, bem como a justificação política de detenções e a construção de processos judiciais delirantes sustentados em mentiras.

II. Sobe de escala a montagem jornalístico-policial que visa incriminar, perseguir e reprimir violentamente – veremos mesmo se não aprisionar – pessoas que partilham um determinado ideário político, pelo simples facto de partilharem esse ideário. A colaboração entre jornalistas e polícias na construção de um contexto criminalizante tem o seu expoente máximo nas narrativas delirantes da admirável Valentina Marcelino do Diário de Notícias e das suas fontes, como José Manuel Anes do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo.

III. A participação na construção deste discurso por parte de inúmeras instâncias de poder, desde sindicatos e partidos até ao mais irrelevante comentador de serviço, cria o clima ideal para que o anátema lançado sobre os “anarquistas” ou os “extremistas de esquerda” ajude a legitimar a montagem de processos judiciais, a invasão de casas, as detenções sumárias. Ao contrário do que a maioria pensa, são realidades com as quais convivemos há já algum tempo.

Por isso mesmo, vimos deste modo dar a nossa versão do que aconteceu no dia 24 de Novembro. Sendo que acreditamos que estamos especialmente bem colocados para falar do que aconteceu porque criámos um “Grupo de Apoio Legal”, que acompanhou a manifestação e está a procurar defender judicial e publicamente os detidos nesse dia por forças da ordem pública.

Fazemo-lo não por se tratar de companheiros “anarquistas”. Aliás, não só nenhum deles se conhecia entre si antes de ser detido, como nenhum de nós conhecia previamente nenhum dos detidos – a própria polícia será testemunha de que nem sabíamos os seus nomes.

Fazemo-lo porque – ao contrário dos sindicatos – consideramos que é nossa responsabilidade, enquanto indivíduos lúcidos, activos e organizados, apoiar e mostrar solidariedade com todas as pessoas que se juntam a uma greve que nós também convocámos. Sobretudo para com aqueles que foram vítimas de repressão e perseguição na sequência desse dia.

Temos por isso acesso aos processos e estamos neste momento a reunir provas e testemunhos que possam repor a “verdade legal” que, sabemos já, chegará tarde de mais para ser atendida pelos ritmos e critérios jornalísticos. Sobre o que aconteceu no dia 24 Novembro em São Bento temos testemunhos, vídeos e fotos que documentam o seguinte:

_Não sabemos exactamente o que aconteceu nos segundos de agitação em que as grades de contenção foram derrubadas. Infelizmente não estávamos no local e não pudemos participar. Sabemos apenas que, na sequência dessa confusão, um grupo de três polícias infiltrados apontou um alvo, num canto oposto a onde se deu o derrube (na rampa junto à Calçada da Estrela). Esse alvo era um rapaz de 17 anos, estudante no Liceu Camões. Poucos minutos depois, já fora da manifestação e em plena Calçada da Estrela, os três homens não identificados abordaram o rapaz e enfiaram-no num carro sem anúncio prévio de detenção. Várias pessoas, entre elas alguns colegas e professores, manifestaram-se contra essa detenção, aparentemente injustificada. Mais tarde, outro homem com cerca de 30 anos é detido de forma idêntica.

_Pode-se ainda observar claramente em vários vídeos que as três detenções que tiveram lugar no local onde as barreiras policiais foram derrubadas foram levadas a cabo por agentes não identificados que entraram no corpo da manifestação para deter, arrastar e algemar sem qualquer aviso os manifestantes. Segundo as leis que os próprios dizem defender, qualquer detenção com estas características tem um nome: sequestro.

_Já no fundo da Calçada da Estrela, três jovens dirigiam-se ao Minipreço da Rua de S. Bento quando um grupo de quatro homens que não se identificaram como agentes policiais, agarrou um deles e o encostou à parede. Enquanto um dos agentes à paisana afastava os outros dois, um rapaz com 21 anos de origem alemã era agredido brutalmente, como foi testemunhado por várias pessoas e registado em vídeo. Tudo indica que o agente que a polícia diz ter sido ferido se magoou na sequência desta detenção ilegal no momento em que o rapaz alemão procurava resistir a uma agressão sem sequer perceber ainda o que lhe estava a acontecer. A polícia veio mais tarde justificar a sua acção pelo facto de o rapaz ser perigoso e procurado pela Interpol.

Parece-nos da ordem do fantástico que todos os jornalistas e comentadores que se pronunciaram sobre o sucedido pareçam acreditar que um juiz de instrução possa libertar imediatamente alguém procurado pela INTERPOL.

O que para nós fica claro, após os acontecimentos descritos, é que se preparam novos métodos de contenção social e se assiste a uma escalada na repressão de qualquer gesto de contestação.

Neste contexto, o anúncio de que o ataque às montras de repartições de finanças foi obra de “anarquistas extremistas” é o corolário de uma operação que visa marginalizar e criminalizar toda a dissidência e toda a oposição activa ao regime que se procura impor. Não é apresentada nenhuma prova, nenhum indício que sustente sequer uma suspeita, quanto mais uma acusação.

Tornou-se uma evidência nestes anos de crise que os Estados e os seus gabinetes de finanças, têm em curso um roubo organizado das populações, através de impostos que servem em grande medida para cobrir os grandes roubos nas altas esferas do poder e da economia. Neste sentido, a criminalização dos anarquistas, e a sua identificação como o inimigo interno, serve sobretudo para isolar esses acontecimentos do crescente sentimento de revolta e da tomada de consciência social que atravessa a sociedade no seu todo.

Dito isto, é preciso salientar que um “anarquista” é, antes de tudo, um defensor da liberdade individual, da autonomia e da organização horizontal e igualitária; Que, não existindo nenhum partido ou organização central que emita uma posição correspondente àquilo que “todos os anarquistas” pensam, este comunicado é apenas uma visão parcial de alguns indivíduos que partilham um património filosófico e social que são as ideias anarquistas. Uma versão naturalmente sujeita a críticas e discussão por parte dos nossos amigos e companheiros.

Por fim, gostávamos apenas de recordar a todas as pessoas que lutam para manter a sua lucidez, que o regime implantado no dia 28 de Maio de 1926 começou precisamente por se justificar com a necessidade de combater a anarquia e de reprimir os anarquistas, que nessa altura se organizavam em torno da Confederação Geral do Trabalho. Hoje é fácil perceber a natureza desse regime, nessa altura não o era.

Ontem como hoje, cada um de nós tem que decidir individualmente se toma posição activa contra o que está a acontecer ou se, com a sua passividade, colabora com o estado de coisas.

Grupo de Apoio Legal para o 24N

Corrupção: Portugal está bem classificado...

Portugal ao nível do Botswana...Cool...

Ah afinal eles sabem mesmo de que lado estão...ok....

Violent Femmes "Nightmares" ..CADA VEZ MAIS...

AFINAL OS 1º POR CENTO SÃO UNS POBRES COITADOS..SNIF!! SNIF!!!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Os Mentirosos do Ministério da educação!
















No site da DRGH


24Novembro2011

Aviso

Durante o dia de hoje poderão vir a ocorrer interrupções temporárias nos serviços disponibilizados devido a operações de manutenção da infra-estrutura tecnológica da DGRHE.


Porquê? Está a chover?

Números do (des)governo:No Ministério de Educação 1,36% de adesão...


Realmente não estavam a ver...















TRCHI ....ISTO EXISTIU MESMO?????

Ocupar tudo! Gerve geral-Serviços mínimos da Carraça

The National- Afraid Of Everyone Glastonbury (2010) ..vivemos no medo e morremos nele....cada vez mais...


POEMA DA PODA....BLOGUE EM SRRVIÇOS MINIMOS...ÚNICA POSTA DO DIA...


Neste Portugal imenso
Quando chega o verão,
Não há um ser humano
Que não fique com tesão.


É uma terra danada,
Um paraíso perdido.
Onde todo mundo fode,
Onde todo mundo é fodido.


Fodem moscas e mosquitos,
Fodem aranhas e escorpiões,
Fodem pulgas e carrapatos,
Fodem as empregadas com os patrões.


Os brancos fodem os negros
Com grande consentimento,
Certos ‘amigos’ fodem as noivas
Até quase à hora do casamento.


General fode o Ministro,
Autarca a ordem de prisão.
E os gajos da Assembleia da República
Vivem fodendo a nação.


Os freis fodem as freiras,
O padre fode o sacristão,
Até na seita do crente
O pastor fode o irmão.


Todos fodem neste mundo
Num capricho que alivia.
E os danados dos VIP’S
Fodem os putos da
Casa Pia.


Parece que a natureza
Vem-nos a todos dizer,
Que vivemos neste mundo
Somente para foder.


E você, meu nobre amigo
Que agora se está a entreter,
Se não gostou da poesia
Levante-se e vá-se foder!!!


Autor Desconhecido e encontrado algures na net...

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Um pouco de cor...com Helder Moutinho : Maldito Fado

Os Clássicos da Carraça-O ultimo Tango em Zagarol (filme integral)

A PRÓXIMA TRANCHE DA TROIKA VAI EXIGIR AINDA MAIS SACRIFICÍOS...

Amy Winehouse - Our Day Will Come...ou não!!!!

Um governo de bons rapazolas.!!!!...SEM TOLAS....A CAMINHO DO DESASTRE....


Ele ia numa maca, em ânsias, contrafeito,
Soltando fundos ais e trêmulos queixumes;
Caíra dum andaime e dera com o peito,
Pesada e secamente, em cima duns tapumes.

A brisa que balouça as árvores das praças,
Como uma mãe erguia ao leito os cortinados,
E dentro eu divisei o ungido das desgraças,
Trazendo em sangue negro os membros ensopados.

Um preto, que sustinha o peso dum varal,
Chorava ao murmurar-lhe: "Homem não desfaleça!"
E um lenço esfarrapado em volta da cabeça,
Talvez lhe aumentasse a febre cerebral.

.......................................................................

Findara honrosamente. As lutas, afinal,
Deixavam repousar essa criança escrava,
E a gente da província, atônita, exclamava:
"Que providências! Deus! Lá vai para o hospital!"

Por onde o morto passa há grupos, murmurinhos;
Mornas essências vêm duma perfumaria,
E cheira a peixe frito um armazém de vinhos,
Numa travessa escura em que não entra o dia!

Um fidalgote brada e duas prostitutas:
"Que espantos! Um rapaz servente de pedreiro!"
Bisonhos, devagar, passeiam uns recrutas
E conta-se o que foi na loja dum barbeiro.

Era enjeitado, o pobre. E, para não morrer,
De bagas de suor tinha uma vida cheia;
Levava a um quarto andar cochos de cal e areia,
Não conhecera os pais, nem aprendera a ler.

.......................................................................

O mísero a doença, as privações cruéis
Soubera repelir - ataques desumanos!
Chamavam-lhe garoto! E apenas com seis anos
Andara a apregoar diários de dez-réis.

Anoitecera então. O féretro sinistro
Cruzou com um coupé seguido dum correio,
E um democrata disse: "Aonde irás, ministro!
Comprar um eleitor? Adormecer num seio"?

E eu tive uma suspeita. Aquele cavalheiro,
- Conservador, que esmaga o povo com impostos -,
Mandava arremessar - que gozo! estar solteiro! -
Os filhos naturais à roda dos expostos...


Cesário Verde, in 'O Livro de Cesário Verde'

PJ Harvey - In The Dark Places ...

The End of the Capitalist World-Economy ...muito interessante...

antonio jose seguro torna-se violento e agressivo...(do dissidente x)

Amarelos não são só os da Carris...

domingo, 20 de novembro de 2011

No Light, No Light :Florence + The Machine

Pedro Passos Coelho e Sócrates- bois bois bois.. da mesma ganadaria....

MAIS TARDE OU MAIS CEDO OU MAIS TARDE VAI CHEGAR-SE A ESTA CONCLUSÃO...PÓS TROIKIANA...



Um poder só pode ser derrubado por outro poder, e não por um princípio, e nenhum poder capaz de defrontar o dinheiro resta, a não ser este.O dinheiro só é derrubado e abolido pelo sangue. A vida é alfa e ómega, o contínuo fluxo cósmico em forma microcósmica. É o facto de factos no mundo-como-história… Na História é a vida e só a vida – qualidade rácica, o triunfo da vontade-de-poder – e não a vitória de verdades, descobertas ou dinheiro que importa. A história do mundo é o tribunal do mundo, e decidiu sempre a favor da vida mais forte, mais completa e mais confiante em si – decretou-lhe, nomeadamente, o direito de existir, sem querer saber se os seus direitos resistiriam perante um tribunal de consciência despertada. Sacrificou sempre a vontade e a justiça ao poder e à raça e lavrou sentença de morte a homens e povos para o dos factos prístinos do eterno sangue que é uma e a mesma coisa que o sempre-envolvente fluxo cósmico…s quais a verdade valia, mais do que os feitos e a justiça, mais que a força. E assim o drama de uma alta Cultura – esse maravilhoso mundo de divindades, artes, pensamentos, batalhas e cidades – termina com o regresso

Oswald Spengler, in ‘O Declínio do Ocidente’

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Manic Street Preachers - Postcards From A Young Man

O Juízo Final...para a troika....com música de Tom Waits...


Chegou o miserável milionário no céu e, impacientemente, esperou a sua vez de ser julgado. Introduziram-no numa sala, noutra sala, noutra sala, até que se viu frente a uma luz ofuscante, na qual pouco a pouco foi dintinguindo a figura santa do pai dos Homens. Em voz tonitroante este, tendo à direita, Pedro, e, à esquerda, uma figura que ele não conhecia, julgou sumariamente dois outros pecadores que estavam à sua frente. E, afinal, dirigiu-se a ele:
- Que fez você de bom na sua vida ?
- Bem, eu nasci, cresci, amei, casei, tive filhos, vivi.
- Ora – disse o Senhor – isso são actos sociais e biológicos a que você estava destinado. Quero saber que bondade específica e determinada você teve para com o seu semelhante.
- Bem – disse o milionário – eu criei indústrias, comprei fazendas, dei emprego a muita gente, melhorei as condições sociais de muita gente.
- Não, isso não serve – disse o Todo-Poderoso – essas acções estavam implícitas ao acto de você enriquecer. Você as praticou porque precisava viver melhor. Não foram intrinsecamente boas acções, desprendidas, não servem.
O milionário escarafunchou o cérebro e não encontrou nada. Em verdade, passara uma vida egoísta, pensando apenas em si mesmo. Nunca o preocupara seu semelhante, nunca olhara para o ser humano a seu lado senão como uma fonte de lucro para as suas indústrias. Mas, de repente, lemboru-se das obras de filantropia.
- Ah – disse, puxando uma caderneta – aqui está. Uma vez dei cem cruzeiros para uma velhinha da Casa dos Artistas, outra vez contribuí com duzentos cruzeiros para o Hospital dos Alienados e outra vez contribuí com quinhentos cruzeiros para a Fundação das Operárias de Jesus.
- Só ? – perguntou Deus.
- Só – disse o milionário contrafeito.
- Josué! – gritou o Todo-Poderoso -, dê oitocentos cruzeiros ao cavalheiro aqui e que vá para o Inferno.
Moral: Amor com amor se paga e o dinheiro com dinheiro também.

Millôr Fernandes, in “Pif-Paf

Educação:Neste discurso se encontra o fundamento da plitica educativa do governo psd-cds

A democracia da minoria.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Os Clássicos da Carraça-O Rapaz do cabelo verde de Joseph Losey



Joseph Losey fugiu dos USA...e naturalizou-se súbito do Reino Unido...

Arcade Fire - This Must Be The Place (Naive Melody) ...

O que se devia fazer á troika.....

Há quem negue que exista uma conspiração contra a nossa liberdade...

US Debt Crisis - 2012 is only for America

Florence + The Machine


TREINO PARA AS TROIKADAS DE 2012.....HARD WAY....

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

The Kills - Black Balloon ...







Monotonizar a existência, para que ela não seja monótona. Tornar anódino o quotidiano, para que a mais pequena coisa seja uma distracção. No meio do meu trabalho de todos os dias, baço, igual e inútil, surgem-me visões de fuga, vestígios sonhados de ilhas longínquas, festas em áleas de parques de outras eras, outras paisagens, outros sentimentos, outro eu.
Mas reconheço, entre dois lançamentos, que se tivesse tudo isso, nada disso seria meu.
FERNANDO PESSOA

PORTUGAL 2012......

FOTO BY IFIGÉNIO

A cabeça do sarkozy vai ser a próxima a rolar...E para Portugal não vai nada,nada,nada?

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A ÚLTIMA REUNIÃO DA TROIKA EM PORTUGAL....

OBEDECE NÃO QUESTIONES!!!!!1

A Arte de Viver...no tempo que nos resta ainda para viver....


  
A arte de viver - dado que para viver é preciso fazer sofrer os outros (ver vida sexual, ver comércio, ver qualquer actividade) - consiste em habituarmo-nos a fazer todas as patifarias sem abalar o nosso equilíbrio interior. Ser capaz de todas as patifarias é a melhor bagagem que um homem pode possuir.

Cesare Pavese, in "O Ofício de Viver"

DUPLEX JORGE PALMA - Escuridão ..eterna....vêm aí.....e o Optimista céptico ...


Eixo Franco-Alemão: Obrigado!A Europa só tem recebido mimos vossos

Financeiro detido no Rio...

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

a igreja acha que nós somos desleixados..daí aceitar acabar com dois feriados...desleixo de quê'?Talvez este tipo de desleixo da dita...




A Igreja Católica Portuguesa aceita a mudança de data de dois feriados religiosos se o Governo renunciar a outros dois civis, revelou hoje o porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa.


«É esta a condição», sublinhou Manuel Morujão adiantando que «os bispos manifestaram o seu desejo de colaborar com o Governo» na resolução da crise embora tenham consciência que «suprir um feriado não é uma varinha mágica que resolva os problemas da economia nacional».


Contudo, explica o padre, «este é um sinal de colaboração com o trabalho, criatividade» e uma forma de «evitar os excessos, desleixo, desmotivação».


A sugestão dos dois feriados, que Manuel Morujão se escusou a identificar, é agora apresentada pela CEP à Santa Sé, a quem competirá autorizar a mudança após negociações com o Governo Português.


«A minha percepção é que os feriados passarão a ser celebrados no domingo seguinte», disse o porta-voz da CEP.


Este foi um dos temas abordados pelos bispos católicos portugueses que estão reunidos em Fátima desde segunda-feira.


A 178ª Assembleia Plenária da CEP termina na quinta-feira. Representa a Igreja Católica em Portugal e é composta pelos bispos diocesanos, incluindo o das Forças Armadas e de Segurança, os bispos coadjutores e auxiliares.


Lusa/SOL

Ain't got no...I got life...Nina Simone

litigante de má fé.

A justiça quer levar a tribunal um sem-abrigo, acusado de tentar furtar seis chocolates de um supermercado Lidl no Porto. A empresa não foi lesada, mas decidiu apresentar queixa e o homem, cujo paradeiro é incerto, foi formalmente acusado pelo Ministério Público (MP) do crime de furto simples.






Não seria boa altura de o ministério público arquivar estes processos absurdos por falta de provas? É que isto custa-nos dinheiro...particularmente se pagarmos impostos

O dr Vara...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

ABRIRAM-SE AS PORTAS PARA NOVOS ACORDOS COMERCIAIS COM A VENEZUELA..PORQUE SERÁ?.....

Grandes Senhores:José Manuel Barroso, aka Durão Barroso


Por causa destes jeitosos saberem tanto de matemática é que nos lixamos...

Ministro da Educação? Esses bloggers chamam cada nome às pessoas...Chega mesmo a ser ofensivo...


A Matemática como o princípio da passagem ao estado gasoso...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Fio de Prumo Ditos e mitos...de Paulo Morais...a verdade é como o azeite vem sempre ao de cima....




Quem vive muito acima das suas possibilidades é o Estado, a classe política, os gestores públicos.


A mentira mais repetida na vida política portuguesa é a de que os portugueses vivem acima das suas possibilidades, trabalham pouco, ganham demasiado e deveriam poupar mais. Nada de mais errado: este conjunto de mitos constitui um embuste.


O primeiro mito é o de que os portugueses vivem acima das suas possibilidades, fazem férias caras e compram bens que não deviam. Um logro. Quando adquirem bens ou serviços, os cidadãos fazem-no ou com o seu dinheiro ou a crédito. No primeiro caso, estão no seu direito. Na segunda hipótese, a responsabilidade será sempre do cliente; ou, se resulta de má avaliação ou ganância por parte da banca, é por esta que deve ser assumido o prejuízo. Muito pelo contrário, quem vive muito acima das suas possibilidades é o Estado, a classe política, os gestores públicos e todos os que comem da manjedoura que é o orçamento do estado. O português comum, esse, infelizmente, tem vivido muito abaixo do nível médio do europeu.


O segundo mito, em Portugal trabalha-se pouco. Uma falsidade. Os nossos trabalhadores cumprem horários semanais dos mais extensos da Europa. Estão é mal enquadrados e são mal dirigidos. Na administração pública, a gestão é fraca, os dirigentes, "boys" partidários, são, na sua maioria, habilidosos caciques e organizadores de campanhas, mas péssimos gestores. Acresce que a incompetência se contagia às empresas privadas que vivem de favores do Estado e que, para isso apenas, contratam traficantes de influência. Com dirigentes destes, a produtividade só poderia ser fraca. E ganham demais? Não me parece que salários altos alguma vez tenham sido o problema de Portugal. Pelo contrário, é lamentável que tenhamos chegado a 2011 com um ordenado bruto médio de 900 euros, o que representa um rendimento líquido mensal de 711 euros. Isto é ganhar muito? Finalmente, é agora moda pedir aos portugueses que poupem. Mas vir pedir a um povo, que tem salários de miséria, para poupar é, no mínimo, ridículo e insultuoso. E inútil. Todo este chorrilho de mentiras e moralismos apenas servem para disfarçar a incapacidade dos políticos. O que os portugueses precisam não é de lições de moral, mas sim de governantes competentes e sérios.
Evolução dos políticos portugueses....

Shakespeare never wrote a single word...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Os Clássicos da Carraça:Z de Costa Gravas (1969)

Povo que lavas no rio

WIM MERTENS WHAT YOU SEE IS WHAT YOU HEAR ..depois não se queixem.......

Os Intelectuais e as Massas ...E NÓS POR CÁ SEM MASSA E SÓ COM INTELECTUAIS DA TRETA...LOGO ESTAMOS FEITOS AO BIFE.....




Os intelectuais fazem a teoria, as massas a economia. Finalmente, os intelectuais utilizam as massas e através deles a teoria utiliza a economia. Por isso é-lhes necessário manter o estado de sítio e a servidão económica - para que as massas continuem a ser massas manobráveis. É bem certo que a economia constitui a matéria da história. As ideias contentam-se com conduzi-la.

Albert Camus, in 'Cadernos'

Radiohead - Creeps..A CARRAÇA APRESENTA-OS...E ESTA MÚSICA ASSENTA-LHE QUE NEM UMA LUVA...


























Todos os Santos...