A VOZ DO SILÊNCIO E DA SOLIDÃO IMENSA..


A pessoa que sou é única, limitada a um nascer e a um morrer, presente a si mesma e que só à sua face é verdadeira, é autêntica, decide em verdade a autenticidade de tudo quanto realizar. Assim a sua solidão, que persiste sempre talvez como pano de fundo em toda a comunicação, em toda a comunhão, não é 'isolamento'. Porque o isolamento implica um corte com os outros; a solidão implica apenas que toda a voz que a exprima não é puramente uma voz da rua, mas uma voz que ressoa no silêncio final, uma voz que fala do mais fundo de si, que está certa entre os homens como em face do homem só. O isolamento corta com os homens: a solidão não corta com o homem. A voz da solidão difere da voz fácil da fraternidade fácil em ser mais profunda e em estar prevenida.

Vergílio Ferreira

515

515
A Distinção Tem um Código...

Zeca Afonso-Traz Outro Amigo Também


Demissão!

Uma janela de oportunudade

sexta-feira, 13 de abril de 2012

A palhaçada...


A propósito de se andar para aí a dizer que não falta trabalho na agricultura, posto esta palhaçada.
Excusado será dizer que não temos quase agricultura graças a uns acordos com a CE no tempo de Cavaco...Sim esse mesmo que estoirou com a Casa do Douro...

2 comentários:

  1. Coitado do Cavaco, ele estava tão esperançado que ningué tivesse recordações dessa época em que ele desmantelou a agricultura e as pescas a troco de uns tostões enterrados em alcatrão.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  2. Nunca entendi como abater barcos ou pagar para não cultivar pudesse trazer algum benefício a este país mas o homem só queria que o deixassem trabalhar... agora já sabemos para quem ;)
    Agora temos restrição de quanto peixe pescar, meia dúzia de estufas onde, em algumas, até mandam vir tailandeses para pagar ainda menos, e mandam os portugueses trabalhar na agricultura... se não estão a gozar, devem ser doidos.
    Quanto à Cristas se foi visitar a feira da fruta adorei quando andou a mugir vacas na escola agrícola... diria que estamos cada vez mais perto da tragédia grega.

    ResponderEliminar